Select Page

ARTIGO

A Síndrome da Banda Iliotibial em Corredores

RFD Nº05

A SÍNDROME DA BANDA ILIOTIBIAL EM CORREDORES

 
Sónia Marques

Fisioterapeuta – Fisiotorres, Centro Clínico e de Fisioterapia em Torres Vedras

 
RESUMO

A síndrome da banda iliotibial é uma lesão causada pelo uso excessivo dos tecidos que ocorre frequentemente em corredores. É uma das principais causas de dor lateral no joelho, podendo levar à interrupção da atividade. Diversas etiologias são propostas: a fricção da banda iliotibial contra o epicôndilo femoral, a compressão da gordura e do tecido conjuntivo profundamente à banda iliotibial e a inflamação crónica da bursa. No que respeita aos fatores de risco, podem relacionar-se com a anatomia do corpo, o método de treino, o meio ambiente e, inclusive, com o modo de corrida ou desequilíbrios musculares. Devido à considerável incidência e limitação na realização da corrida, a reabilitação (e prevenção de recidiva) assume papel importante na redução do tempo de inatividade. A reabilitação conservadora assume maior relevância, apresentando evidência significativa o fortalecimento muscular dos abdutores da anca, alongamentos da banda iliotibial, tensor da fáscia lata e médio glúteo, bem como algumas técnicas de terapia manual. A efetividade da mobilização dos tecidos moles e libertação ativa necessita de mais investigação.

PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS

Síndrome da banda iliotibial, corredores, dor lateral no joelho, tratamento Iliotibial band syndrome, runners, lateral knee pain, treatment

ABSTRACT

Iliotibial band syndrome is an overuse injury of tissue that frequently occurs in runners. It’s one of the main causes of lateral knee pain and may contribute to activity interruption. Several etiologies are proposed: friction of the iliotibial band against the femoral epicondyle, compression of fat and connective tissue deep into the iliotibial band, and chronic bursa inflammation. The risk factors can be related to the anatomy of the body, the training method, the interaction with the environment and the running mode or existing muscle imbalances. Due to its high incidence and limitation in running, rehabilitation (and relapse prevention) plays an important role in reducing days of inactivity. Conservative rehabilitation takes on greater relevance with significant evidence of muscle strengthening of the hip abductors, stretching of the iliotibial band, fascia lata tensor and gluteus medius, as well as some manual therapy techniques. The effectiveness of soft tissue mobilization and active release needs further investigation.

INTRODUÇÃO

Correr é uma atividade popular e praticada em todo o mundo. Desde correr para atingir metas de condicionamento físico, chegar a altos níveis de desempenho ou simplesmente por lazer e diversão, vários podem ser os motivos. Contudo, o surgimento de lesões é sempre uma possibilidade. A síndrome da banda iliotibial (SBIT), comummente conhecida como joelho do corredor, é uma condição clínica caracterizada por dor aguda e localizada na região lateral do joelho (figura 1). Frequentemente, manifesta-se por volta dos 30° de flexão do joelho durante atividades repetitivas de flexão-extensão do mesmo.1,2 Considera-se uma lesão por uso excessivo, não traumática, sendo a causa mais comum de dor lateral no joelho em corredores3,4, com uma taxa de incidência de 22,2% em todas as lesões dos membros inferiores.3,5,6 É uma condição que afeta cerca de 7 a 14% dos corredores3,7 tendo-se verificado um aumento gradual da sua ocorrência nas últimas décadas. Em parte, pode estar relacionado com o número crescente de corredores em todo o mundo.8

Conteúdo exclusivo para subscritores

Se ainda não subscreveu a RFD, aproveite agora

Já é subscritor? Inicie Sessão

Recebemos a sua subscrição

Aguarde, por favor, até que a mesma fique concluída e poderá aceder a todo o conteúdo.