Select Page

ARTIGO

A Importância da Estabilidade do Core em Atletas

RFD Nº09

A IMPORTÂNCIA DA ESTABILIDADE DO CORE EM ATLETAS

Sofia Nobre

Fisioterapeuta – Centro Clínico e de Fisioterapia – Torres Vedras

RESUMO

A definição do core baseia-se como sendo uma parte chave do corpo humano e principalmente da constituição muscular. O conjunto de músculos é fundamental para manter a estabilidade, controlar a postura e evitar, entre outros, dores de costas e possíveis lesões. O core é um conjunto muscular que é importante trabalhar de forma a manter a estabilidade lombo-pélvica e favorecer a transmissão de força desde os membros inferiores até aos membros superiores do corpo de maneira eficiente. Uma vez que a força e a potência são muito importantes para o desempenho dos atletas, acredita-se que a produção de força no core auxilie na transmissão de energia. Este artigo tem como objetivo verificar a importância dos músculos do core para o desempenho de desportos que utilizam a potência muscular e verificar se os mesmos auxiliam os atletas em questão de rendimento e na prevenção de lesões.

PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS

Core, Exercício, Estabilidade, Desporto, Fisioterapia
Core, Exercise, Stability, Sport, Physiotherapy

ABSTRACT

The definition of the core is based on being a key part of the human body and mainly of muscle constitution. The set of muscles is essential to maintain stability, control posture and avoid, among others, back pain and possible injuries. The core is a muscle set that is important to work in a way that maintains the loin-pelvic stability and favors the transmission of strength from the lower limbs to the upper limbs of the body efficiently. Since strength and power are very important for the performance of athletes, it is believed that the production of strength in the core helps in the transmission of energy. This article aims to verify the importance of core muscles for the performance of sports that use muscle power and verify whether they help athletes in terms of performance and in the prevention of injuries.

COMPONENTES DA ESTABILIDADE DO CORE

A força, a potência e a estabilidade do core têm sido objeto de estudo desde 1980.16 Força e potência são duas das mais importantes utilidades físicas de um atleta em termos do desempenho, e se um atleta não consegue produzir um movimento potente na região do core, o mesmo pode não ser transferido para as extremidades.17

Assim a força é a tensão máxima que um músculo ou grupo muscular pode gerar a uma determinada velocidade18. Posto isto, a carga do core será a capacidade da musculatura mover a coluna com uma carga máxima, com uma velocidade segura e eficiente, exigindo o mínimo de energia.

À medida que a progressão é feita através dos estágios iniciais de um programa de fortalecimento do core, deve dar-se ênfase ao desenvolvimento do equilíbrio e da coordenação, ao mesmo tempo que se executa uma variedade de padrões de movimento nos três principais planos de movimento: sagital, frontal e transverso.

O treino funcional, por norma, requer aceleração, desaceleração e estabilização dinâmica, equilíbrio muscular, estabilidade do núcleo e prevenção de lesões para corredores de média e longa distância.1

Conteúdo exclusivo para subscritores

Se ainda não subscreveu a RFD, aproveite agora

Já é subscritor? Inicie Sessão

Recebemos a sua subscrição

Aguarde, por favor, até que a mesma fique concluída e poderá aceder a todo o conteúdo.