Select Page

ARTIGO

Efeito do Programa FIFA11+ sobre a Força do Grupo Muscular dos Adutores: Estudo Randomizado Controlado

RFD Nº09

EFEITO DO PROGRAMA FIFA11+ SOBRE A FORÇA DO GRUPO MUSCULAR DOS ADUTORES: ESTUDO RANDOMIZADO CONTROLADO

Joana Azevedo · Ana Almeida · Isabel Moreira-Silva · Nuno Ventura · Adérito Seixas

Fisioterapeutas – Escola Superior de Saúde Fernando Pessoa – Porto

RESUMO

Objetivo: Avaliar o efeito do programa FIFA11+ sobre a força do grupo muscular dos adutores. Métodos: Treze jogadores de futebol foram divididos aleatoriamente por dois grupos: grupo de controlo (GC: n=6), sujeito ao treino habitual e grupo experimental (GE: n=7), sujeito ao treino habitual mais o programa FIFA11+ durante seis semanas. A força dos músculos adutores foi avaliada através do Squeeze Test. Resultados: Verificaram-se aumentos significativos na força dos adutores, tanto no GC (p=0.046), como no GE (p=0.018), sem diferenças entre grupos. Conclusões: Ambos os grupos aumentaram a força dos adutores, logo, esta melhoria não pode ser atribuída ao programa FIFA11+.

PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS

FIFA11+, força, músculos adutores, futebol
FIFA11+, strength, adductors muscles, soccer

ABSTRACT

Aim: To evaluate the effect of the FIFA11+ program on the strength of the adductors muscle group. Methods: Thirteen soccer players were randomly divided into 2 groups: control group (CG: n=6), submitted to usual training; and experimental group (EG: n=7), submitted to the usual training plus the FIFA11+ program for 6 weeks. Adductor strength was assessed with the Squeeze Test. Results: Significant improvement in adductors strength, both in the CG (p=0.046) and in the EG (p=0.018), with no differences between groups. Conclusions: Both groups increased adductor strength, therefore, this improvement cannot be attributed to the FIFA11+ program.

INTRODUÇÃO

O futebol é considerado o desporto mais popular do mundo e, tal como noutros desportos, é baseado na especificidade e repetição dos seus gestos, acarretando por isso um número elevado de lesões1, o que levou a entidade reguladora do futebol (FIFA) a desenvolver o programa de prevenção de lesões FIFA 11+. Para além do seu comprovado potencial preventivo1,2, estando reportadas diminuições no número de lesões entre os 30% e 70%1, o programa tem sido implementado também no sentido de avaliar o seu efeito noutros parâmetros, como a acuidade propriocetiva do joelho3, agilidade e equilíbrio4, e níveis de força muscular dos extensores e flexores do joelho.2,5

Contudo, apesar da lesão dos músculos adutores da coxa ser a segunda lesão muscular mais frequente no futebol (23%)6, apenas um estudo avaliou o efeito deste programa na força dos músculos adutores, não tendo concluído que o programa tivesse efeito na força deste grupo muscular.7 Tendo em conta a escassez de literatura, a necessidade de mais estudos para comprovar ou refutar estes resultados é evidente.

Neste sentido, este estudo teve como objetivo avaliar o efeito do programa FIFA 11+ sobre a força do grupo muscular dos adutores de jogadores de futebol.

Conteúdo exclusivo para subscritores

Se ainda não subscreveu a RFD, aproveite agora

Já é subscritor? Inicie Sessão

Recebemos a sua subscrição

Aguarde, por favor, até que a mesma fique concluída e poderá aceder a todo o conteúdo.